quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Você tem fome de que?


É interessante como diversos conceitos passam a fazer parte da nossa vida e visão de mundo. Todos os dias recebemos “verdades” como intocáveis, inquestionáveis, quase sagradas. Não tenho a intenção de tecer um comentário pseudo-filosófico. Trata-se apenas de uma inquietação corriqueira, dessas com as quais nos deparamos diariamente e que, muitas vezes, nos passam despercebidas.
Ouvi uma expressão que é tão comumente falada, mas que hoje me incomodou: “Precisamos ajudar as pessoas carentes”. Carentes? Segundo o senso comum essa expressão deveria significar falta de recursos financeiros. Mas isso exclui a população favorecida financeiramente de ser carente. Então me perguntei: Carente de que?
Todos nós temos carências, déficits, necessidades. Nossas fomes cotidianas. Ninguém nunca estará completo. Sempre existirá um espaço a ser preenchido. Sem levar em consideração que os que possuem menos recursos financeiros também podem possuir riquezas intangíveis: educação, valores, relações...

É... Por trás dos estereótipos existem pessoas!

Hasta
Vide Alex

Um comentário:

Pillow disse...

OI ALex amei o teu blog.. lindo e bem interessante os teus textos... tb tenho blogger e tb to te seguindo no twitter ehheeheheh
Bjao